Ciclo de M-Drol e M-Stane

O objetivo deste artigo é informar sobre a maneira mais adequada e segura de realizar um ciclo com os pró-hormonais M-Drol e M-Stane.

Você encontrará informações sobre as dosagens recomendadas e a forma de uso do M-Drol / M-Stane; quais substâncias usar para proteger o fígado; como restaurar a sua produção natural de testosterona; como evitar a ginecomastia; entre outras.

M-Stane e M-Drol São Iguais

A composição química, (2a,17a-dimethyl-5a-androst-3-one-17b-ol ou 2, 17a di methyl etiocholan), conhecida como metasterona, tornou-se famosa comercialmente através dos pró-hormonais M-Drol e M-Stane. Apesar dos nomes comerciais diferentes, o M-Stane e o M-Drol são, exatamente, o mesmo composto, nas mesmas dosagens.

Isso significa que os dois produtos são idênticos e que um pode ser substituído pelo outro.

Estrutura do Ciclo

O ciclo é dividido em três etapas:

  1. Antes – Preparar e proteger o fígado para processar o M-Drol / M-Stane de forma a evitar efeitos colaterais.
  2. Durante – Consumir o M-Drol ou o M-Stane e continuar com a proteção ao fígado.
  3. Depois – Fazer a terapia pós-ciclo (TPC) e continuar com a proteção ao fígado.

Diferentes Dosagens de M-Drol / M-Stane

Mulheres

2,5mg por dia – É a dosagem mais recomendada para as mulheres por apresentar ganhos significativos de massa muscular e menor risco de virilização.

Modo de Uso: Para consumir essa dosagem é necessário abrir a cápsula e dividir o conteúdo em quatro porções. Você deve consumir uma porção por dia, de preferência, sempre no mesmo horário.

5mg por dia – Dosagem recomendada somente para mulheres que já realizaram outros ciclos com pró-hormonais. É relativamente segura dos riscos de virilização. Mas, lembre-se, todo aumento da dose, traz também, um aumento dos riscos de efeitos colaterais.

Modo de Uso: A cápsula deve ser aberta e o pó dividido em duas porções. Você deverá consumir uma porção por dia, de preferência, sempre no mesmo horário.

Homens

10 mg por dia – É a dose sugerida pelo fabricante para homens que estejam fazendo o seu primeiro ciclo.

Pessoas que nunca usaram pró-hormonais, ou tenham feito apenas 1 ou 2 ciclos, tomando 10mg por dia, apresentam os mesmos resultados que pessoas tomando 20mg por dia. Apresentam, também, menos efeitos colaterais.

Modo de Uso: Pode ser ingerida em uma dose de 10mg, de preferência, sempre no mesmo horário.

O ideal é que a cápsula seja aberta e o pó ingerido em duas doses de 5mg cada (o que equivale à metade de uma cápsula por dose).

20 mg por dia – Apesar de ser a dose mais comum, é bastante forte. Essa dose só deve ser utilizada por pessoas que já tenham feito três ou quatro ciclos com pró-hormonais, sem maiores complicações.

Modo de Uso: Tome 1 cápsula de 12 em 12 horas (total de 2 cápsulas por dia).

30 mg por dia – É uma dose muito elevada e alguns especialistas recomendam jamais utilizá-la. Contudo, pessoas experientes no uso de pró-hormonais, fazendo uma proteção ao fígado de maneira correta, poderão usar 30mg por dia.

Essa dose deve ser consumida apenas por homens que já fizeram 3 a 4 ciclos com M-Drol / M-Stane, e estão obtendo poucos resultados com os novos ciclos.

Modo de Uso: Tome 1 cápsula de 8 em 8 horas (total de 3 cápsulas por dia).

40+ mg por dia – Doses de 40mg ou mais, de M-Drol / M-Stane por dia, não são recomendadas. O M-Drol / M-Stane são produtos bastante tóxicos ao fígado. Além disso, os resultados adicionais provenientes de maior consumo são muito pequenos para justificar doses tão elevadas.

Por que É Necessário Proteger o Fígado?

Os cientistas perceberam que ao trocar o átomo de hidrogênio (em especial na 17ª posição) por um átomo de carbono, o composto fica muito mais resistente à ação do fígado, ficando biodisponível para se conectar com os receptores androgênicos, promovendo maiores ganhos de massa muscular.

O M-Drol / M-Stane é um composto dimetilado, o que significa que ele tem dois átomos de hidrogênio, sendo substituídos por carbono na forma metil (CH3). Isso torna o M-Drol / M-Stane extremamente resistente à ação do fígado e o deixa, abundantemente, disponível para o corpo.

Por um lado, isso é bom, porque torna o M-Drol / M-Stane um composto extremamente poderoso para construir massa muscular, já que ele tem uma vida longa para poder achar um receptor androgênico, e assim, trabalhar para construir mais músculos.

Por outro lado, isso é péssimo, porque o M-Drol / M-Stane fica presente em altas concentrações no fígado e interage com a grande quantidade de receptores androgênicos, presentes nas células do fígado.

O resultado dessa interação é normalmente manifestado na forma de colestase, que é uma redução do fluxo biliar, neste caso, decorrente da retenção da bile nos hepatócitos.

Isso pode causar danos às células, pois a bile fica presa nos hepatócitos, podendo gerar reações inflamatórias e a necrose do tecido. O dano ao tecido, caso seja muito avançado, pode fisicamente destruir os canais da bile, resultando em danos gravíssimos à saúde.

Como Proteger o Fígado?

Para proteger o fígado e evitar os efeitos colaterais descritos acima é fundamental utilizar algum composto que combata esse mecanismo de ação. A silimarina, um composto extraído do fruto da planta Silybum marianum, é uma excelente opção.

A silimarina tem a capacidade de regenerar as células do fígado e excretar as toxinas, e por isso é bastante útil em evitar e prevenir o acúmulo de bile no fígado e outros problemas hepáticos.

Além da silimarina manipulada (concentração de 150mg a 200mg por dose), uma outra excelente opção é o Organ Shield, desenvolvido pela Purus Labs. Além de o Organ Shield conter as concentrações apropriadas de silimarina, ele possui substâncias que auxiliam a proteger e melhorar a saúde geral do corpo.

Entre suas várias substâncias, o Organ Shield tem em sua fórmula o ácido alfa-lipóico e a coenzima Q10. Essas substâncias em conjunto, melhoram o sistema imunológico, reduzem inflamações, diminuem os níveis de colesterol “ruim” (LDL), e têm efeitos antioxidantes, ajudando a manter a saúde durante e depois do ciclo.

Ginecomastia por Prolactina/Progesterona

Existe o risco de ocorrer ginecomastia por prolactina/progesterona com o uso do M-Drol / M-Stane.

No caso do M-Drol / M-Stane, não existe uma afinidade direta com os receptores de progesterona. Existem duas teorias em relação aos motivos pelos quais pode ocorrer a ginecomastia causada por prolactina/progesterona durante o uso do M-Drol / M-Stane:

  • Teoria 1: Os metabólitos (partículas resultantes das interações químicas com outras substâncias do corpo) do M-Drol / M-Stane são progestinas e por essa razão ativam os receptores de progesterona.
  • Teoria 2: A prolactina é utilizada para transportar um metabólito do M-Drol / M-Stane para dentro das células, o que leva a uma maior demanda por essa substância e, consequentemente, uma maior produção dela.

Como Evitar a Ginecomastia por Prolactina/Progesterona?

Mesmo no caso da ginecomastia por prolactina, é necessário que existam níveis consideráveis de estrógeno circulando para que esse problema se desenvolva. Por isso, uma das formas de resolver este problema seria com inibidores de estrógeno, como por exemplo, o anastrozol e o letrozol.

O uso do anastrozol e do letrozol não é a melhor forma de lidar com esse problema. O estrógeno é importante para manter o sistema cardiovascular e a imunidade em dia. Além disso, ele participa de alguns processos anabólicos, fazendo com que o uso desses produtos resulte em ganhos menores.

A maneira recomendada de evitar esse tipo de ginecomastia, é fazendo uso de cabergolina (Dostinex) durante o ciclo com pró-hormonais ou esteroides anabolizantes. O Dostinex eleva a quantidade de dopamina, e consequentemente, reduz a liberação de prolactina.

O Dostinex deve ser utilizado em duas doses de ½ comprimido por semana, a partir da primeira semana de ciclo, e continuar por mais 4 semanas.

As doses devem ser dividas em um intervalo de 3 dias e outro de 4 dias. Isto é, você deve tomar nos domingos e quartas, ou nas segundas e quintas, por exemplo.

Para minimizar os efeitos colaterais, é ideal ingerir o Dostinex, antes de dormir.

TPC

Em todos os ciclos com pró-hormonais, ou esteroides anabolizantes, é fundamental fazer uma terapia pós-ciclo, ou TPC.

A TPC é importante para elevar os níveis naturais de testosterona e para impedir que os altos níveis de estrógeno causem efeitos colaterais indesejados.

Testosterona Baixa

Durante o ciclo de M-Drol / M-Stane, os níveis de testosterona estão bastante elevados devido a um constante fornecimento de hormônios externos por meio do pró-hormonal. Nesse momento, não irão existir efeitos colaterais relativos a baixos níveis de testosterona.

O problema acontece depois do ciclo, uma vez que essa fonte externa de hormônios é interrompida e o seu corpo leva bastante tempo para retomar a sua produção natural de testosterona.

Nesse período, onde seu corpo está produzindo pouca testosterona, podem ocorrer os seguintes problemas: perda substancial de massa muscular, decréscimo da energia, queda da libido (apetite sexual) e depressão.

Ginecomastia

Em particular, no caso do M-Drol / M- Stane, os níveis de estrógeno durante e após o ciclo não ficam tão elevados em comparação com outros pró-hormonais e esteroides anabolizantes. Isso significa que haverá pouca retenção de água e de gordura, resultantes dos altos níveis de estrógeno.

Porém, um dos fatores que causa a ginecomastia é o desequilíbrio entre estrógeno e testosterona nas glândulas mamárias. Por essa razão, é possível ter ginecomastia, mesmo com baixos níveis de estrógeno circulando no organismo.

Como Se Proteger?

Para evitar a ginecomastia, são necessárias medidas que acelerem a produção natural de testosterona. Especificamente no caso de um ciclo de M-Drol / M-Stane, as substâncias recomendadas são o citrato de clomifeno e o Recycle da Purus Labs.

Citrato de Clomifeno

Algumas pessoas poderiam perguntar: por que não utilizar o citrato de tamoxifeno, em vez do citrato de clomifeno? Na maioria dos pró-hormonais, realmente é mais vantajoso usar o tamoxifeno, mas, no caso do M-Drol / M-Stane, o citrato de tamoxifeno pode aumentar a quantidade de receptores de progesterona e, devido a possibilidade de ocorrer a ginecomastia por prolactina/progesterona, o uso do tamoxifeno não é aconselhável.

O clomifeno faz com que os níveis de estrógeno percebidos pelo hipotálamo sejam menores e assim ocorra uma maior liberação de GnRH, e subsequentemente, de hormônio luteinizante (LH).

Isto leva o seu corpo a restaurar mais rapidamente a produção natural de testosterona, evitando efeitos colaterais e ajudando a manter boa parte dos ganhos obtidos durante o ciclo.

O citrato de clomifeno é um modulador seletivo do receptor de estrógeno (MSRE, ou SERM em inglês), o que significa que ele atua bloqueando a conexão do estrógeno com certos receptores no seu organismo, e em especial nas suas mamas, sendo excelente para evitar a ginecomastia.

Recycle

O Recycle feito pela Purus Labs, é um composto fitoterápico, fundamental na rápida recuperação dos níveis de testosterona, na manutenção de massa muscular, além de evitar a ginecomastia.

O Recycle contém elevadores naturais de testosterona como o Tribulus alatus (um primo mais potente do Tribulus terrestris) e a L-Dopa. Essas substâncias atuam em sinergia com o clomifeno, aumentando muito a produção de LH e ajudando a recuperar, rapidamente, a produção natural de testosterona.

Além disso, o Recycle contém inibidores naturais de estrógeno, como por exemplo, o resveratrol e o Agaricus bisporis. Essas substâncias ajudam a aumentar a razão testosterona/estrógeno, reduzindo, significativamente, o risco de ginecomastia.

Consulte Seu Médico e Faça Exames de Sangue

É de imensa importância consultar e se orientar com o seu médico antes e depois de realizar um ciclo com pró-hormonais (PHs).

Antes de um ciclo, é fundamental fazer exames de sangue a fim de verificar se você está saudável o suficiente para utilizar pró-hormonais.

Ao final de um ciclo, deverão ser feitos exames de sangue, para saber se a TPC foi finalizada com sucesso e ter certeza de que não há a necessidade de nenhuma medida adicional para reestabelecer o funcionamento normal do seu organismo.

Exemplo de Ciclos

Ciclo Básico com M-Drol / M-Stane

Semanas M-Drol/M-Stane OrganShield Dostinex Clomifeno Recycle
Semana 1 2 cápsulas/dia
Semana 2 2 cápsulas/dia
Semana 3 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 4 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 5 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 6 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 7 2 cápsulas/dia Ver QUADRO 1 4 cápsulas/dia
Semana 8 2 cápsulas/dia 100 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 9 50 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 10 50 mg/dia 4 cápsulas/dia

Ciclo Intermediário I com M-Drol / M-Stane

Semanas M-Drol/M-Stane OrganShield Dostinex Clomifeno Recycle
Semana 1 2 cápsulas/dia
Semana 2 2 cápsulas/dia
Semana 3 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 4 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 5 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 6 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 7 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana Ver QUADRO 1 4 cápsulas/dia
Semana 8 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana 100 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 9 50 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 10 50 mg/dia 4 cápsulas/dia

Ciclo Intermediário II com M-Drol / M-Stane

Semanas M-Drol/M-Stane OrganShield Dostinex Clomifeno Recycle
Semana 1 2 cápsulas/dia
Semana 2 2 cápsulas/dia
Semana 3 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 4 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 5 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 6 1 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 7 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana Ver QUADRO 1 4 cápsulas/dia
Semana 8 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana 100 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 9 50 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 10 50 mg/dia 4 cápsulas/dia

Ciclo Avançado com M-Drol ou M-Stane

Semanas M-Drol/M-Stane OrganShield Dostinex Clomifeno Recycle
Semana 1 2 cápsulas/dia
Semana 2 2 cápsulas/dia
Semana 3 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 4 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 5 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 6 2 cápsula/dia 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana
Semana 7 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana Ver QUADRO 1 4 cápsulas/dia
Semana 8 2 cápsulas/dia 2×0,25mg/semana 100 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 9 50 mg/dia 4 cápsulas/dia
Semana 10 50 mg/dia 4 cápsulas/dia

Quadro 1 – Semana 7

Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7
250 mg 200 mg 150 mg 100 mg 100 mg 100 mg 100 mg

Esta tabela indica como deve ser o uso do citrato de clomifeno na semana 7, a primeira semana após o término do ciclo. No primeiro dia você deve ingerir 250mg, no segundo dia 200mg, e etc.

Intervalo entre ciclos

Antes de iniciar um novo ciclo de M-Drol / M-Stane (ou qualquer outro pró-hormonal), é necessário um intervalo mínimo de 90 dias entre um e outro.

Bons treinos, sucesso no ciclo e um abraço do Doutô Lokura.

Deixe o Seu Comentário ou Dúvida (Clique Aqui)